terça-feira, 14 de janeiro de 2014

Comente! Jovem homossexual planejava suicídio por sofrer preconceito da mãe evangélica e é impedido pela cantora pop Lady Gaga

Jovem homossexual planeja suicídio por sofrer preconceito da mãe evangélica e é impedido pela cantora pop Lady Gaga; Entenda

Um jovem homossexual que planejava suicidar-se por ser vítima de preconceito e assédio moral de sua própria mãe, desistiu de tirar a própria vida após um apelo feito pela cantora pop Lady Gaga.

Considerada um ícone pelos homossexuais, a cantora desenvolveu sua própria rede social, chamada "Little Monsters" e voltada para seus fãs. O jovem Will Nascimento usou a rede social para publicar sua carta de despedida, justificando que não suportava mais a pressão exercida por sua mãe, que é evangélica.

"Então… Adeus! Não sei se eu consigo aguentar. Tento ser extrovertido, divertido e sorridente, mas não consigo. Passar pelo que eu passo, ouvir o que eu ouço, não é bom e eu não desejaria isso nem para o meu pior inimigo", desabafou o jovem. "Os dois últimos anos na minha vida têm sido um inferno. Desde que me assumi para minha mãe, ela tem me dito coisas horríveis. Sou chamado de drogado, prostituto, obsceno, promíscuo, demoníaco e condenado ao inferno todos os dias… pela pessoa que mais amo na vida! Toda a minha família me aceitou, menos minha mãe, que é evangélica e extremamente religiosa. Ela esfrega a bíblia na minha cara toda hora e me faz me sentir mal", acrescentou Will.

Em tom de despedida, Will disse que não tinha certeza que poderia resistir à situação: "Não sei se consigo aguentar muito tempo. Já realizei alguns sonhos na vida. [...] Amo todos vocês e te amo muito, Gaga. Adeus, vida", escreveu.

No entanto, tocada pela história de Will Nascimento, Lady Gaga correu para evitar que o rapaz pudesse colocar em prática o plano de desespero: "Não, não, não! Não se atreva! Olhe para esse rosto lindo! Toda tristeza pode mudar, mas você tem que trabalhar para isso. Converse com aqueles que te apoiam e fique conosco aqui no site. Nós precisamos de você! Eu preciso de você. Sem você, eu perderia uma parte do meu coração. Eu te amo, monster. Às vezes, as pessoas não têm compaixão. Não fique mal. Sinta pena deles", disse a cantora.

A intervenção de Lady Gaga surtiu efeito e o rapaz afirmou que havia desistido do suicídio: "Muito obrigado, Gaga. É muito difícil, mas eu vou tentar. Por você!", respondeu Will, que recebeu manifestações de apoio de mais de 200 usuários da rede social.

Fonte: Gospel+


Na sua opinião o que deve ser feito? 

Você condena o homossexualismo? Caso positivo, você acredita que essa pessoa tenha salvação? 

Está correta a atitude da mãe do menino? Tal atitude iria auxiliar na salvação desta vida? 

Qual a melhor atitude nestes casos?



Nenhum comentário:

Postar um comentário