quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Lutador de MMA afirma que ora antes e depois das lutas

O lutador de MMA Wanderlei Silva, que enfrentou o lutador vietnamita Cung Le no último sábado pelo UFC 139, disse em entrevista ao site Sportv.com que estava com muito medo da competição e que para conter o nervosismo orou e pediu a Deus para abençoá-lo antes da luta. Wanderlei tem uma tatuagem no ombro com a frase “Deus é Fiel”.
“Sabia que nessa luta não podia errar. Nada poderia dar errado. Tinha que ganhar e me apresentar bem. Era uma carga emocional grande, mas orei bastante e pedi para Deus me abençoar, e ele me abençoou”, disse o lutador sobre a competição que aconteceu em San Jose na Califórnia.
O lutador falou também das dificuldades que vinha enfrentando no esporte e ressalta essa vitória como a maior de toda a sua carreira: “Passei meses difíceis para voltar a lutar. Fiz uma cirurgia no joelho, treinei muito, durante um ano e pouco, mas quando voltei acabei perdendo rápido (para Chris Leben). Muito se falou a meu respeito. Graças a Deus tive o apoio dos meus fãs o tempo todo, a minha família me ajudou. Realmente foi uma das maiores vitórias da minha carreira”.
Mesmo sendo considerado por muitos como um esporte extremamente violento, o MMA tem vários atletas cristãos, como Vitor Belfort e Erick Silva. Existe muita polêmica em torno da participação de cristãos em uma luta considerada violenta, mas os atletas afirmam que quando estão no ringue não estão brigando, mas sim trabalhando e praticando um esporte.

Fonte: Gospel+

E você o que pensa disso? Deixe sua opinião nos comentários abaixo. 

2 comentários:

  1. Acho muito bom que pessoas famosas e esportistas conheçam a Jesus, mas acredito que por não terem tempo, estes não tem o conhecimento da palavra, apesar de terem entregado suas vidas a Jesus. Acredito que se converteram, porém a minha opinião sobre o esporte e a vida cristã não compartilham da mesma visão. Este esporte MMA, como chamam, é muito violento e sangrento, acho que Jesus já apanhou muito em nosso lugar...não precisamos apanhar denovo...risos..e se Jesus disse que deveriamos amar uns aos outros, acho que não combina lutar dessa maneira. Diferente de outros esporte de lutas marciais em que não há violência como judô, por exemplo, neste não vemos sangue! Mas cada um tem sua opnião, não podemos julgar para não ser julgados, e Deus escolheu as coisas loucas desse mundo para confundir as sábias! Não é verdade? Graça e Paz! jaqueline Thomaz.

    ResponderExcluir
  2. Eu penso assim, em todas as profissoes existem pessoas de qualquer religiao, e bom que eles aceitem a Jesus, mas esse e um "esporte" muito violento, como vou bater em um irmao com porradas em nome de Jesus, TA LOCO!!! ou vou orar do tipo Senhor eu quero ganhar essa luta!! preciso bater tanto nele (no meu irmao em cristo) ao ponto de deixa-lo desmaiado no chao (nocauteado) meu Deus!!
    Sei la acho que se a pessoa segue a Jesus ele tentaria outras atividades.

    ResponderExcluir